Protheus

Quando é hora de contratar um ERP?

quando-e-hora-de-contratar-um-erp.jpeg
Escrito por Compila Soluções

Sempre que os resultados obtidos são aquém do esperado, ou diversas falhas e dificuldades são encontradas nos processos, é sinal de que é preciso criar soluções e aplicar melhorias. Por isso, é sempre bom realizar avaliações que ajudam a identificar as causas dos gargalos e o que pode ser feito.

No artigo de hoje vamos falar sobre esses sintomas que indicam que é a hora de contratar um ERP. Quer saber quais são eles? Então continue conosco e confira agora mesmo!

Processos desestruturados e morosos

Você já percebeu que os métodos de trabalho não possuem um padrão e levam mais tempo do que o ideal para serem concluídos? E ainda, cada colaborador faz determinada atividade de um jeito diferente, tornando difícil acompanhar o desempenho, fazendo os resultados oscilarem?

Essas são algumas das questões que atrapalham uma gestão, fazendo com que seja mais difícil medir os resultados e o desempenho de cada colaborador de forma justa ou treinar novos colaboradores de forma acertada, diminuindo a eficiência das tarefas, entre outras coisas.

Isso pode ser resolvido ao contratar um ERP, visto que o mapeamento e padronização dos processos é uma das atividades primárias, feitas antes de implementar o software. Além disso, a utilização do sistema faz com que as atividades sejam concluídas em menos tempo e com menor risco de erros.

Informações descentralizadas e com um controle ineficiente

Outro sintoma de que é hora de contratar um ERP é o fato de que as informações ficam espalhadas em diversos controles e sua localização se torna demorada, dificultando o compartilhamento entre pessoas e setores. Além disso, o fato de elas não se encontrarem centralizadas prejudica o processo de análise e tomada de decisão, em virtude da dificuldade de encontrar e consolidar todos os dados.

Desperdícios

Os desperdícios representam um problema sério para a empresa, já que, no final das contas, se tornam dinheiro gasto de forma inadequada. Veja uma lista abaixo de alguns dos desperdícios que sua empresa pode enfrentar:

Desperdício de materiais

Essa é a forma mais comum e tangível. Ocorre por meio de perdas no estoque, uso inadequado nos processos — como excesso de sobras, por exemplo —, avarias e obsolescências.

Desperdício de máquinas e equipamentos

Quando os recursos ficam ociosos, o que quer dizer que estão sendo mal aproveitados, ou em maior quantidade do que o necessário para manter as atividades funcionando normalmente.

Desperdício de mão de obra

Quando há pessoas ociosas. Quando os processos são ineficientes, fazendo com que as pessoas precisem trabalhar mais do que o necessário para concluir as atividades, tirando a eficiência da produtividade.

Desperdício de tempo

Quando é necessário mais tempo do que o ideal para concluir um processo. Pode ocorrer por alta burocracia, etapas desnecessárias, espera de material, entre outras coisas.

Dificuldade na tomada de decisão

Se encontrar informações simples já é difícil, imagine levantar dados estratégicos que são relevantes para a tomada de decisão e definição de novos planos de ação! Quando sente que não há um suporte confiável para pautar os próximos passos, ou vê que as informações não são totalmente confiáveis, é sinal de que é o momento de contratar um ERP.

Utilização de várias ferramentas é um sintoma claro de que é hora de contratar um ERP

A utilização de sistemas paralelos e, principalmente, muitas planilhas dispersas para controle das informações é uma das principais razões para a implantação de um software. Isso se dá pelo fato de que o ERP integra várias áreas e as informações geradas por elas. Ou seja, ele centraliza todos os dados, dispensa a realização de atividades manuais e a utilização das várias ferramentas de controle.

Como você pode ver, são vários sintomas — que trazem consequências sérias para o negócio — que indicam o momento de contratar um ERP. Mesmo que sua empresa não sofra com todos eles simultaneamente, vale a pena analisar todos os benefícios de um sistema e como ele pode ajudar a alavancar os negócios.

Gostou do nosso post de hoje? Quer saber um pouco mais sobre como funciona a implantação de um ERP? Então confira o nosso guia agora mesmo!

Sobre o autor

Compila Soluções

Deixar comentário.

Share This