Protheus

Quais são os impactos de um ERP na empresa?

quais-sao-os-impactos-de-um-erp-na-empresa.jpeg
Escrito por Compila Soluções

Para pensarmos nos impactos de um ERP, precisamos visualizar o movimento de expansão da empresa! Há uma série de desafios inerentes aos negócios em crescimento que um sistema integrado de gestão empresarial pode ajudar a resolver.

É justamente sobre isso que vamos conversar ao longo deste artigo. Você verá, a seguir, que muitas vezes os gestores tendem a buscar um ERP quando enfrentam problemas, mas que isso pode ser modificado se mudarmos de perspectiva: ao conhecer as melhorias que esta solução pode oferecer, é possível se antecipar e aproveitar melhor os recursos tecnológicos em prol do negócio. Acompanhe!

Os impactos de um ERP na empresa dependem dos cuidados antes, durante e depois da implementação

Se engana quem acredita que basta implementar um ERP para que todos os gargalos da empresa sejam resolvidos. Pelo contrário, a solução não anda com as próprias pernas. Ela deve ser bem pensada antes mesmo de adquirida e todo o processo de implementação quanto ao pós (a operação em si) devem fazer parte de um planejamento.

Antes de tudo, os gestores devem fazer um levantamento dos objetivos da empresa. Neste momento, os requisitos técnicos e as necessidades de negócio devem ser considerados. Portanto, não é só o departamento de TI que deve se responsabilizar pela busca da solução.

Durante o período em que o sistema estiver sendo implementado, é preciso que o fornecedor e a empresa tenham sinergia para evitar que a operação seja prejudicada. E depois, quando tudo estiver rodando, a TI e o fornecedor precisam fazer um bom trabalho de monitoramento, suporte e atendimento ao usuário.

4 principais impactos de um ERP que mudam a rotina das empresas para melhor

Vamos agora a um detalhamento maior dos bons impactos de um ERP para o dia a dia dos negócios:

1. Otimização de processos

A unificação das práticas de registro, controle e processamento das informações é uma das vantagens que o ERP oferece. Ao evitar que cada departamento faça cruzamento, análise e consolidação de dados de uma forma diferente, evita-se muitos erros e retrabalhos.

Tomemos por exemplo um fluxo de trabalho entre a área de vendas e a de estoque. Se elas utilizarem dois softwares diferentes para organizar a emissão de pedidos, as chances de haver confusão entre o que é vendido e o que está disponível é muito grande.

Com o ERP isso não é mais problema, pois trata-se da mesma base de dados (uma mercadoria vendida é automaticamente alocada e deixa de estar disponível no armazém).

2. Gestão 360 º

Um bom ERP é dividido em módulos independentes e que interagem entre si. Ou seja, cada departamento, por exemplo, tem o seu módulo e somente as pessoas autorizadas podem ter acesso às diversas funcionalidades.

No entanto, os líderes, conforme seu grau dentro da hierarquia, têm acesso a agrupamentos de módulos ou ao software como um todo. Isso facilita na hora de gerar relatórios e fazer análises complexas para tomar decisões. Podemos afirmar que o ERP oferece uma gestão 360 º.

3. Ganho de capacidade analítica

A competitividade dos negócios, cada vez mais, depende da forma com que as informações são tratadas. Ou seja, empresas que organizam, processam e analisam melhor os seus dados tendem a estar mais preparadas para planejar e executar projetos de expansão, ganho de mercado e, sobretudo, a se adaptar aos movimentos mercadológicos.

O poder analítico que o sistema oferece pode fazer com que as decisões passem a ser baseadas em previsibilidade, antecipação de problemas e, sobretudo, em indicadores reais de desempenho (a intuição deixa de guiar o negócio).

4. Controle tributário

Também a complexidade do sistema tributário brasileiro pode ser muito melhor gerida com um software ERP. Isso porque a parametrização das regras tributárias evita erros e faz com que os profissionais percam menos tempo.

Em suma, um bom ERP ajuda a tornar a empresa mais inteligente e isso se reflete na produtividade, na qualidade dos produtos e serviços e, claro, também se reflete na satisfação dos clientes e na lucratividade.

Sua empresa já conta com os bons impactos de um ERP? Se você gostou deste artigo, compartilhe-o nas suas redes sociais!

Sobre o autor

Compila Soluções

Deixar comentário.

Share This