Tecnologia e Inovação

Entenda como funciona e quais os padrões de licença de software

entenda-como-funciona-e-quais-os-padroes-de-licenca-de-software.jpeg
Escrito por Compila Soluções

Todos os softwares que são publicados para uso e distribuição estão sob uma licença. A licença de software é o contrato usado pelas empresas desenvolvedoras de sistemas e definem quais são os limites de utilização que um usuário pode ter em relação a um produto.

Nesse contrato estão definidas as regras sobre distribuição, alteração de código fonte, bem como quaisquer punições aplicáveis se alguma regra for infringida. Confira o post que preparamos e conheça alguns dos tipos de licença de software disponíveis no mercado!

Licença de software de aquisição perpétua

É um dos modelos mais antigos na distribuição de software. Nesse modelo, o aplicativo é vendido como um ativo e quando adquirido, o sistema fica liberado para utilização de forma vitalícia. Esse tipo de licença não garante qualquer tipo de manutenção ou atualização.

Licenças de uso

As licenças de uso permitem a utilização de um software apenas em uma máquina. Esse modelo inclui atualizações na licença, mas não garante o direito das manutenções. Para utilização em vários computadores deve-se comprar mais de uma licença.

SaaS

A licença de software como serviço (SaaS) funciona como um modelo de aluguel. A diferença é que nesse modelo nada é instalado nas máquinas do usuário. Além disso, o cliente não precisa arcar com aquisição, atualizações ou manutenções e o valor pago é apenas para que seja utilizado. As manutenções e atualizações são de inteira responsabilidade da empresa desenvolvedora.

Software livre

Os softwares livres dão inteira liberdade para copiar, distribuir, utilizar ou até mesmo estudar o código fonte da aplicação. Portanto, um software livre está apto para adaptação às suas necessidades. Mas não se engane: o fato de o software ser livre não significa que ele seja gratuito.

É necessário conferir a garantia legislativa do copyleft, que diz se um software é livre de direitos autorais ou apresenta algumas limitações quanto a sua propriedade intelectual.

Software gratuito

Esse tipo de licença de software permite a utilização de forma gratuita, mas não garante a distribuição do código fonte para personalização e pode se limitar ao uso comercial e até mesmo não autorizar a distribuição.

Software proprietário

É o modelo de software que limita a distribuição da aplicação, restringe o acesso ao código fonte e qualquer modificação ou distribuição do programa. Esse tipo de licença pode conter descrição de penalidades a serem aplicadas caso haja violação das regras de uso do sistema.

A propriedade intelectual pertence à empresa desenvolvedora. Por isso, qualquer atualização ou manutenção, bem como a decisão de distribuição são de responsabilidade da empresa desenvolvedora.

Software código aberto

Nesse modelo de licença de software, o cliente tem a liberdade para personalizar a solução de acordo com as suas necessidades e alterar o código fonte, mas podem existir restrições de uso. A ideia desse modelo é que várias pessoas trabalhem no programa e façam melhorias.

Existem muitos padrões de licença de software disponíveis. Conhecer os modelos utilizados dentro de sua empresa auxiliam a extrair todo potencial das ferramentas já adquiridas.

Se você gostou deste artigo sobre os tipos de licença de software, deixe um comentário no post e compartilhe suas dúvidas e experiências!

Sobre o autor

Compila Soluções

Deixar comentário.

Share This